história

informações históricas

Porta Nuova

Alinhada com a porta de San Giacomo, fica a via que recebe 3 nomes, Vittorio Emanuele, Viale Roma e Viale papa Giovani XXIII.

by Victor Pina Schmidt

Porta San Giacomo Emoldurando a Porta Nuova

Nessa via temos o que se chama a porta nova, onde fica o centro da cidade de Bergamo Moderna, a cidade baixa.

O que é muito interessante desse alinhamento é que a Porta de San Giacomo emoldura a cidade baixa e a cidade baixa emoldura a porta, dependendo do  lado que você está. Algo como uma dualidade Antigo/Novo que vemos por toda a Itália.

by Victro Pina Schmidt

Porta Nuova emoldurando a Porta de San Giacomo

Na Porta nova fica a sede de inúmeros bancos, um deles a Banca Populare de Bergamo.

by Victro Pina Schmidt

Via Roma Com Porta de San Giacomo ao Fundo

Na porta nova fica também a prefeitura o teatro Gaetano Donizetti o convento S. Bartolomeo e a igreja de Santa Maria Immacolata delle Grazie

by Victro Pina Schmidt

Torre dei Caduti di Bergamo ao lado da Banca Populare di Bergamo

A Torre dei Caduti di Bergamo, que homenageia os soldados da Primeira guerra mundial e foi inaugurada em 1924.



Categorias: Fotos de Bergamo, Geral, história | Tags: , , , | Deixe um comentário

4 Porte di Bergamo

A cidade Alta de Bergamo é rodeada pelas muralhas venetas. Essa muralha é constituída de inúmeros baluartes, plataformas, guaritas e as 4 portas.

As quatro portas recebem nomes de santos e são cartões postais da cidade. Nas quatro se pode ver o “Simbolo della Serenissima” o leão alado de São Marco que foi o simbolo da republica de Veneza.

Simbolo della Serenissima By VPS

Simbolo della Serenissima

A mais famosa e mais turística é a  Porta San Giacomo que fica voltada para o centro da cidade, é toda branca e demostra muito bem o estilo de construção medieval. Essa porta só pode ser acessada por pedestres e pessoas em bicicletas, sendo a unica que não permite a passagem de carros.

Porta San Giacomo by VPS

Porta San Giacomo

Do mesmo lado das muralhas temos a  Porta Sant’Agostino, uma porta larga asfaltada sendo essa a rua principal para quem quer acessar a cidade de carro.  No detalha curioso um Citroen 2CV passando pela muralha.

Porta Sant'Agostino By VPS

Porta Sant’Agostino

Do lado oposto da muralha se encontram duas outras portas, a Porta Sant’Alessandro ( o patrono da cidade é Sant’ Alessandro di Bergamo) e a Porta San Lorenzo que também é conhecida como porta de Garibaldi, pois foi por essa que o heroi italiano passou em sua campanha pela região.

Porta Sant'Alessandro By VPs

Porta Sant’Alessandro

Porta San Lorenzo By VPs

Porta San Lorenzo AKA Porta Garibaldi

Categorias: Fotos, Fotos de Bergamo, Geral, história | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Um dia na città alta di bergamo

Città Alta  ruas estreitas

A città Alta de Bergamo é uma experiência maravilhosa como já disse em post anteriores, hoje vou postar uma série de fotos para tentar mostrar um contraste que existe nela que eu acho muito legal. Esse contraste é a convivência entre as centenas de turista e os moradores que tentam manter suas vidas da forma mais pacata possível.

Carro na Città alta

Como a cidade foi construída a séculos e nunca foi modificada a convivência entre carros e pedestre é quase impossível, sendo possível apenas aos moradores trafegarem com carros pequenos nas ruas mais centrais da cidade alta.

Oras na Città Alta

Por ser um centro histórico a cidade alta exige muita conservação e obras desse tipo são vistas por todos os lados.

Salumeria na Città Alta

Os comerciantes vivem um duo de vendas para os turistas e o stress e a bagunça que não agrada muito eles

Ruas pacatas na Città Alta

Mas se nos afastarmos do centro da cidade e das áreas turísticas ainda é possível ver regiões pacatas, silenciosas e com aquele ar de cidade pequena italiana.

Porta di Pantano

Categorias: Fotos, Fotos de Bergamo, Geral, história | Tags: , , , | 2 Comentários

Funicolare di Bergamo Alta

Na minha ultima viagem a Bergamo pude conhecer melhor a cidade alta, uma cidade medieval perfeitamente conservada e linda.

Vou publicar uma série de post apenas com fotos e comentários sobre essa área turística, histórica e que eu ainda quero conhecer melhor.

Depois de algumas idas a pé e uma tentativa frustrada de ir para a cidade alta de carro, eu recomendo utilizar a Funicolare di Bergamo Alta para chegar dentro das muralhas.

Estação Funicolare di Bergamo

A Funicolare di Bergamo Alta é um trem Funicular ou seja é um trem de cabos que circula sobre trilho. Funiculares conhecido no Brasil estão em Paranapiacaba e em Salvador (Plano inclinado Gonçalves). A versão bergamasca data de 1888 e teve sua ultima atualização feita em 1988.

Estação Funicolare di Bergamo Vagões

A viagem é barata e pode ser feita com o mesmo bilhete que você utiliza no ônibus da cidade. A viagens são curtas mas demoram um pouco, nada que incomode quem está a passeio e quer aproveitar.

Funicolare di Bergamo

A Funicolare passa debaixo das muralhas e chega bem próxima a vários pontos turísticos .

Funicolare di Bergamo passagem pelas muralhas 2

Funicolare di Bergamo passagem pelas muralhas

Segue abaixo um mapa da cidade alta mostrando todos os pontos turísticos e onde  a funicolar chaga na cidade (letra A no mapa).

Mapa Cidade Alta

Chegando a città Alta entramos em um túnel do tempo com ruas apertadas, prédios baixos, calçadas rusticas e afrescos nas faixadas.

Vista da Saída da funicolare na Città Alta

Categorias: Fotos, Fotos de Bergamo, Geral, história | Tags: , , , | Deixe um comentário

Queijos – “La bóca l’è mia straca se la sènt mia de aça”

By Victor Pina Schmidt

Flor em Bergamo

Para os italianos queijo é um assunto  sério e por isso existem queijos com denominação de origem protegida (DOP). Isso significa que  para um gorgonzola ser um verdadeiro gorgonzola ele deve ser feito segundo um rígido controle de processos e qualidade apenas nas províncias de: Bergamo, Brescia, Biella, Como, Cremona, Cuneo, Lecco, Lodi, Milano, Novara, Pavia, Varese, Verbania, Vercelli. Fora dessa região um gorgonzola pode receber outro nome, mas não de gorgonzola.

Na Região de Bergamo ainda temos os queijos DOP: Taleggio, Quartirolo Lombardo, Grana Padano, Formai de Mut dell’Alta Valle Brembana, Bitto. Todos com características únicas e um grande controle de qualidade para garantir as características dos produtos.

by Victor Pina Schmidt

Quijos

Meu nonno sempre repetia um provérbio ao final de um grande refeição “La bóca l’è mia straca se la sènt mia de aça”. O provérbio em tradução livre fica algo como: a boca não está satisfeito a menos que ele sente de vaca, ou melhor dizendo, Você não está satisfeito, se não terminou a refeição com o queijo.

Até eu visitar a Itália, não tinha noção da dimensão desse provérbio. Na verdade minha mãe já avia comentado da abundância de queijos ao final de uma refeição, mas só tive certeza disso quando fui num almoço em família em Bergamo.

Depois de um maravilhoso almoço com todos os pratos e acompanhamentos, vem a mesa uma bela tábua da queijos.

Uma boa tábua de queijos e formada por alguns queijos DOP  e  outros  queijos locais como as Formagellas e os queijos casalinghi (caseiros), que apesar de não ter uma denominação de origem controlada ou um nome formal, são deliciosos. Ser um queijo DOP garante características e qualidades unidas ao queijo, isso não quer dizer que não ser DOP não significa que o queijo é ruim.

By Victor Pina Schmidt

Queijos

Quando se degusta um queijo e se pergunta a alguma italiano os motivos de cada queijo ser tão bom, todos tem na ponta da língua um conjunto de fatores.

Eles explicam como o queijo é influenciado pela maneira como se trabalha o leite, como se trata a vaca, a forma como se faz a cura do queijo  e acima de tudo eles falam das ervas que os animais são alimentados. Esse é o motivo que um queijo feito em uma determinada região da Itália não pode ser mimetizando em outra, pois o pasto é único de um lugar. Essa razão também que um queijo feito com um leite de vaca  comendo em um pasto em Minas Gerais nunca vai ser igual a um leite de uma vaca em Bergamo.

Categorias: história, Pratos Típicos | Tags: | Deixe um comentário

Fotos – Foto di Bergamo

Estou pesquisando para fazer um post com vários antepasto, receitas rápidas e ótimas para iniciar uma boa refeição.

Enquanto não termino a pesquisa vou postar algumas fotos que tirei de Bergamo.

A cidade antiga ( Città Alta) data do sec XVI e como Bergamo foi uma das poucas cidades que não foram bombardeadas na segunda guerra mundial, está muito bem conservada.

Para acessar a cidade deve-se passar por lindos portões decorados com os leões de Veneza (que dominou a cidade por alguns séculos).

By Victor Pina Schmidt

Porta San Giacomo

No centro da cidade se encontra a igreja de Santa Maria Maggiore uma das igrejas com mais afrescos que já vi na Itália.

By victor Pina Schmidt

Santa Maria Maggiore

Ainda na  cidade antiga temos o palácio da cidade, também adornado com o leão de Veneza e com uma linda torre ao lado.

By victor Pina Schmidt

Palazzo della Ragione

DA cidade Alta temos uma linda vista da cidade de baixo. Como eu mencionei, Bergamo não foi bombardeada na segunda guerra mundial. Para agradecer isso foi construída a igreja de S. Lucia (na vista “aérea”, é o domo verde)

By Victor Pina Schmidt

Bergamo vista de cima

As fotos são bonitas e me trazem boas lembranças e garanto que não existe nada como visitar essa maravilhosa cidade para se apaixonar por ela como eu me apaixonei.

Categorias: Fotos de Bergamo, Geral, história | Tags: , | Deixe um comentário

Acqua – San Pellegrino

Assim como os vinhos e os queijos, a água na Itália tem denominação de origem controlada e grife. A mais famosa de todas é a San Pellegrino produzida na cidade homônima no Val Brembana na Província de Bergamo.

San Pellegrino

Tem se registro de produção dessa água desde 1899, mas sabe-se que a água é explorada e engarrafada na região muito tempo antes disso. Diz a história que já em 1509 Leonardo Da Vinci provou a água da cidade e a chamou a de Milagrosa.

By Victor Pina Schmidt

Grand Hotel SAN PELLEGRINO

Essa fama transformou a cidade de San Pellegrino terme em um ponto turístico disputado no inicio do sec XX, com o surgimento do cassino e do hotel . Infelizmente tudo decaiu com o tempo e a cidade ficou apenas conhecida pela engarrafadora de água, que hoje pertence a Nestlé.

Na minha visita a cidade o hotel estava fechado e aparentemente alguém o comprou e está reformando. Espero que algum russo rico ou sheik árabe veja como é lindo o lugar e coloque uns troquinhos para revitalizá-lo.

Na região de Bergamo também temos a cidade de Bracca que tem uma água muito consumida. Outra regiões da Itália também tem suas águas famosas como a Acqua Panna da cidade de Villa Panna na toscana e a água San Benedetto da região de Veneza.

Como a água mineral possui em sua composição muitos elementos diferentes, cada fonte possui características e propriedades únicas. As companhias italianas sabem muito bem disso e exploram ao Maximo esse potencial. Existem inúmeras propagandas nas Tvs e nas gôndolas do supermercados demonstrando as qualidades de uma água sobre a outra.

Existe uma água que me atraiu muito chamada Lauretana (graglia BI) que tem sua garrafa desenhada pelo famoso estúdio Pininfariana e que diz no seu rotulo “Água mais leve da Itália desde 1965” bem diferente.

By Victor Pina Schmidt

Angolo Terme

Não sou grande conhecedor mas a água que eu provei que tinha uma grande leveza e um fundo histórico tremendo. Foi de uma bica de água na frente da casa da minha bisavó na cidade de Angolo terme (BS). Não sei se é a água mais leve da Itália ou se tem poderes milagroso, mas saber que minha avo e minha mãe tomaram essa água quando crianças me fez sentir nela algo muito mais especial que nas garrafas de san Pelegrino ou Perrier que  já tomei.

Categorias: Bebidas, história | Tags: | Deixe um comentário

Pasta Fresca – Uma curta historia do macarrão

Muitos pratos italianos são cercados de historia de conquistas e explorações. O macarrão que segundo a historia foi trazido da china por Marco pólo é um deles. Marco pólo foi um explorador veneziano que foi  a china e que desvendou e mostrou ao ocidente  diversos dos costumes chineses. Porem o macarrão não era um mistério para o ocidente, e contrario o que diz a lenda os italianos já conheciam o macarrão alguns séculos antes de Marco pólo. Tanto que marco pólo referiu-se aqueles noodles que ele encontrou na china como Lagana, uma comida que já era consumida desde o sec. I B.C. na região do oriente médio.

Essa massa (Lagana) não era exatamente igual ao que conhecemos hoje em dia, ele era assado e comido com leite, mas é considerada por historiadores como a bisavó da massa de lasanha. Foram os árabes que introduziram  o macarrão na Itália, eles já plantavam o trigo durum (Triticum durum) na Líbia no sec. VII, quando esses invadiram a Sicílias. Portanto o trigo e o macarrão chegaram a Itália 500 anos antes de Marco Polo Nascer.

Macarrão é a designação para uma grande variedades de produtos. Pode ser longas (Spaghetti e Vermicelli ), curtos (Penne, Farfalle e Fusilli), com ovos (Tagliatelli, pappardelle), para forno (conchiglione, cannelloni, Lasagna) e rechedas (Casoncelli, ravioli, agnolotti e cappelletti). Cada região tem sua massa típica, a de Bergamo é o Casoncelli como já expliquei num post, mas as lasanhas e outras massas feitas na região bergamasca também são deliciosas.

Vou tentar algo novo no blog e colocar fotos da receita, nesse caso massa fresca. Eu preparei a massa para fazer lasanha mas acabei fazendo com ela um pouco de Tagliatelli.

Os ingredientes são:
800 g de farinha de trigo branca

200 g de semolina de trigo durum

3 ovos

Sal

Água

Para o preparo eu utilizei uma maquina elétrica para abrir macarrão, mas um bom rolo de madeira faz o mesmo serviço.

Por Victor Pina Schmidt

A preparação é fácil, com as duas farinhas faça um pequeno monte, coloque os ovos no meio e misture de fora pra dentro. adicionando água aos pouco para dar o ponto.

Por Victor Pina SchmidtA massa deve ficar homogênea e a adição da agua deve ser lenta para não ficar uma massa grudenta.

Por Victor Pina Schmidt

A massa ficando homogênea, pode-se comessar a trabalha-la. Corte pequenos pedaços e abra com o rolo, dobrando, e abrindo novamente. Esse trabalho deixa ela mais clara e mais elástica.

Após ela clarear pode-se abrilá na espessura correta.

Por Victor Pina SchmidtPor Victor Pina SchmidtPor Victor Pina Schmidt

Na região de Bergamo as massas  são mais finas que nas regiões mais ao sul do Itália. Fui acostumado pela minha nona a massas muito bem trabalhadas e finas, por isso mantenho essa exigência de qualidade até hoje.

Feita a massa, polvilhe com a semolina enrole e corte o macarrão, ou deixe em folhas para a lasanha.

Por Victor Pina SchmidtPor Victor Pina Schmidt

Deixe secar ou cozinhe ainda fresca. Essa pasta eu fiz com um ragu (A receita do ragu eu ainda posto aqui, o ragu correto leva umas 4 horas para ficar pronto) e muito queijo.. o prato final ficou assim :

Por Victor Pina Schmidt

Tenho que dar créditos ao meu irmão Claudio que é o especialista de casa em trabalhar e abrir a massa, as mãos da foto são dele.

(Triticum durum)(Triticum durum)
Categorias: história, Pratos Típicos | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Bergomum

Muralha de Bergamo

Porta San Lorenzo/Porta Garibaldi

Como a meu ver a culinária de uma região é ligada a sua historia e cultura, vou primeiramente fazer um pequeno relato sobre a historia da Cidade e da província de Bergamo.

Uma coisa que eu acho muito interessante nas pessoas daquela região é que eles têm uma cultura regional muito forte, e já escutei de muitos deles a frase “sou primeiro Bergamasco, depois italiano”.

Bergamo que foi fundada pelos Celtas com o nome de Barra  foi incorporada pelo império romano apenas em 49 a.c. quando ficou conhecida pelo seu nome em latim Bergomum. Com a queda do império romano Bergamo foi saqueada, e depois invadida pelos Logonbardos que tornam Bergamo num ducado.  Os  francos dominam a região em 774 A.D. depois de 200 anos de domínio bárbaro. Nessa época Bergamo trava inúmeras batalhas por territórios com sua vizinha Brescia. No século XIII Bergamo e tomada pelos Viscondes de Milão que iniciam a construção de suas famosas muralhas na cidade alta (foto no header do meu blog).

Veneza anexa Bergamo a sua republica  em 1428, reconstrói a cidade destruída por inúmeras invasões e guerras e reforça suas muralhas.  O domínio dos venezianos continua até o século XVIII com a intervenção de Napoleão e surgimento da breve Republica Bermasca ( durou somente 8 meses).  Segui-se a isso um período de domínio francês e austríaco, onde se deu inicio a industrialização da região.

Bergamo faz parte da unificação da Itália colaborando com a expedição dos Mille de Giuseppe Garibaldi  (vem daí o tag “Città dei Mille”). Desde 1860 bergamo faz parte do Reio na Itália (posteriormente republica Italiana).

Observa-se com esse breve relato como Bergamo desenvolveu uma identidade muito forte e com influencias distintas a de outras regiões . Daí sua característica como uma província com vida própria e uma gastronomia diferente a de outras regiões italianas.

Categorias: história | Tags: , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.