Queijos – “La bóca l’è mia straca se la sènt mia de aça”

By Victor Pina Schmidt

Flor em Bergamo

Para os italianos queijo é um assunto  sério e por isso existem queijos com denominação de origem protegida (DOP). Isso significa que  para um gorgonzola ser um verdadeiro gorgonzola ele deve ser feito segundo um rígido controle de processos e qualidade apenas nas províncias de: Bergamo, Brescia, Biella, Como, Cremona, Cuneo, Lecco, Lodi, Milano, Novara, Pavia, Varese, Verbania, Vercelli. Fora dessa região um gorgonzola pode receber outro nome, mas não de gorgonzola.

Na Região de Bergamo ainda temos os queijos DOP: Taleggio, Quartirolo Lombardo, Grana Padano, Formai de Mut dell’Alta Valle Brembana, Bitto. Todos com características únicas e um grande controle de qualidade para garantir as características dos produtos.

by Victor Pina Schmidt

Quijos

Meu nonno sempre repetia um provérbio ao final de um grande refeição “La bóca l’è mia straca se la sènt mia de aça”. O provérbio em tradução livre fica algo como: a boca não está satisfeito a menos que ele sente de vaca, ou melhor dizendo, Você não está satisfeito, se não terminou a refeição com o queijo.

Até eu visitar a Itália, não tinha noção da dimensão desse provérbio. Na verdade minha mãe já avia comentado da abundância de queijos ao final de uma refeição, mas só tive certeza disso quando fui num almoço em família em Bergamo.

Depois de um maravilhoso almoço com todos os pratos e acompanhamentos, vem a mesa uma bela tábua da queijos.

Uma boa tábua de queijos e formada por alguns queijos DOP  e  outros  queijos locais como as Formagellas e os queijos casalinghi (caseiros), que apesar de não ter uma denominação de origem controlada ou um nome formal, são deliciosos. Ser um queijo DOP garante características e qualidades unidas ao queijo, isso não quer dizer que não ser DOP não significa que o queijo é ruim.

By Victor Pina Schmidt

Queijos

Quando se degusta um queijo e se pergunta a alguma italiano os motivos de cada queijo ser tão bom, todos tem na ponta da língua um conjunto de fatores.

Eles explicam como o queijo é influenciado pela maneira como se trabalha o leite, como se trata a vaca, a forma como se faz a cura do queijo  e acima de tudo eles falam das ervas que os animais são alimentados. Esse é o motivo que um queijo feito em uma determinada região da Itália não pode ser mimetizando em outra, pois o pasto é único de um lugar. Essa razão também que um queijo feito com um leite de vaca  comendo em um pasto em Minas Gerais nunca vai ser igual a um leite de uma vaca em Bergamo.

Anúncios
Categorias: história, Pratos Típicos | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: